Farra, jatinho e treino: o ‘day after’ do milagre do Leicester

0
42

Como se celebra um título aguardado por 132 anos? Certamente não é dormindo. Os heróis do Leicester City tiveram uma longa noite nesta segunda-feira, depois do empate em 2 a 2 entre Tottenham e Chelsea, que garantiu o inédito título à modesta equipe, que há dois anos disputava a segunda divisão e iniciou a temporada com o único objetivo de fugir do rebaixamento. A festa teve início na casa do artilheiro Jamie Vardy, invadiu a madrugada em uma casa noturna da cidade e terminou no centro de treinamento da equipe nesta terça-feira, já com a presença do técnico Claudio Ranieri, que retornou da Itália em um jatinho depois de celebrar o aniversário da mãe, que completou 96 anos.

O diário Daily Mail seguiu os passos dos heróis do Leicester, que se reuniram ainda na noite de segunda para “secar” o Tottenham na mansão de 1 milhão de libras (cerca de 5 milhões de reais) do craque da equipe, Jamie Vardy. As imagens da festa após o apito final foram divulgadas pelos atletas e logo ganharam as redes sociais. “Foram cenas incríveis, os jogadores pulando, pendurados nos móveis. Espero que a casa de Vardy esteja bem”, brincou o jamaicano Wes Morgan, capitão do time e um dos mais animados.

LEIA TAMBÉM:

A façanha do Leicester City: é como se a Ponte Preta ganhasse o Brasileirão

Presidente da Fifa diz que Leicester é prova da existência de ‘contos de fada’ no futebol

Prefeito pretende batizar ruas em homenagem a jogadores

Horas depois o jogo, a Club Republic, uma das principais casas noturnas da cidade anunciou em suas redes sociais: “Acabamos de receber uma ligação de um rapaz chamado Jamie que reservou um grande espaço esta noite. Venha se juntar a ele e seus amigos na Republic esta noite. Estamos abertos até às 3h30”, escreveu a casa, com a hashtag #‎JamieVardyHavingaParty. Centenas de torcedores se juntaram aos ídolos, enquanto outros tantos ainda festejavam nos pubs da cidade de pouco mais de 300.000 habitantes.

Naturalmente, a Club Republic concedeu uma hora extra aos campeões, que só deixaram o local por volta das 4h30. Na casa de Vardy, a noiva do artilheiro foi a primeira a acordar, para levar as crianças para o colégio. O jogador levantou um pouco depois para seguir o cronograma da semana e encontrar os colegas no centro de treinamento. O capitão Morgan chegou com a mesma roupa que estava no dia anterior. Um dos heróis mais celebrados na cidade finalmente deu as caras: o técnico italiano Claudio Ranieri chegou sorridente e conversou com os repórteres. Em seu inglês macarrônico, o carismático treinador confirmou que esteve na Itália na segunda-feira para celebrar o 96º aniversário da mãe, Renata.

“Me sinto bem, como vocês podem imaginar. Assisti ao jogo em casa. Antes fui à Itália almoçar com a minha mãe e depois voltei de avião e assisti ao jogo (do Chelsea). Ainda não falei com os jogadores, vamos aproveitar juntos agora”, disse o treinador de 64 anos, que treinou grandes equipes em cinco países diferentes e chegou a seu primeiro título de primeira divisão justamente quando menos esperava. Uma imagem divulgada por uma diretora da equipe mostrou Ranieri tomando champanhe em um jatinho providenciado pelo dono da equipe, o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha.

No campo de treinamento, os jogadores apenas bateram bola, se divertiram no gramado e posaram para as primeiras imagens como campeões ingleses. Até mesmo um cover de Vardy apareceu no meio da farra. O primeiro título do Leicester ganhou as manchetes dos principais jornais esportivos de toda a Europa, que agora discutem se já houve uma zebra tão grande na história do esporte.

Nas redes sociais, grandes personalidades parabenizaram a equipe pelo título. “Muitos cumprimentos ao Leicester. Um extraordinário e muito merecido título da Premier League”, escreveu o primeiro-ministro britânico David Cameron no Twitter. O primeiro-ministro italiano Matteo Renzi exaltou o feito do time e, sobretudo, do compatriota Ranieri. “É a maior conquista da história do futebol inglês, e foi conduzida por um italiano”, escreveu Renzi em seu perfil no Twitter. “Há momentos em que contos de fadas simplesmente se tornam realidade”, acrescentou Renzi.

O ex-atacante Gary Lineker, artilheiro da Copa de 1986 e um dos maiores ídolos da história do Leicester, estava radiante no Twitter. “Tive um incrível sonho essa noite. Foi um sonho, não?”. Lineker, que hoje é comentarista, disse no início do ano que apresentaria um programa de cuecas caso seu time do coração fosse campeão.

O ex-goleiro dinamarquês Peter Schmeichel, lenda do Manchester United e pai de Kasper Schmeichel, goleiro do Leicester, também prestou várias homenagens ao filho. Pentacampeão inglês com o United, Peter mudou sua descrição no Twitter para: pai de um campeão da Premier Legue. “Orgulho que não cabe em mim. Não consigo encontrar as palavras certas (consigo, mas minha conta seria bloqueada se eu as usasse)” escreveu o histórico goleiro, que em seguida relembrou que conquistou seu primeiro título nas mesmas condições que o filho: secando um rival pela TV.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY